quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Estagiar L parte 2



Em ilhas como Santa Maria, Pico, Faial, São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo, o Programa prevê uma fase inicial de 11 meses e uma prorrogação de 12. Tânia Pipa prorrogou, em Dezembro de 2011, o seu estágio no projecto “Ilhas Santuário para as aves marinhas”, na ilha do Corvo.
Cheguei ao Corvo, em Janeiro de 2011 e apesar de estar minimamente informada sobre a ilha, a experiência que tenho vivenciado até ao momento, não poderia ser mais gratificante. A nível profissional, tem-me permitido aprender imenso e desenvolver as minhas capacidades em diversas áreas, nomeadamente no que respeita às aves marinhas e sua conservação, seja através da recuperação do seu habitat, do cultivo e plantação de endémicas, que antigamente enchiam o Corvo de cor, ou pelo estudo dos seus predadores, introduzidos por mão humana, e pelos quais desenvolvi um interesse especial.
Outra das vertentes do projecto, que bastante me apraz é a crescente consciencialização dos habitantes locais para a problemática das aves marinhas, e em especial dos mais novos, responsáveis também pelo sucesso do projecto junto da população, em consequência do importante papel que a SPEA desempenha nas actividades de educação ambiental.
Mas para mim, esta experiência não é apenas profissional. Num momento em que as adversidades são muitas, a vivência diária com uma realidade completamente diferente da que estava habituada, tem vindo a contribuir bastante para o meu crescimento enquanto pessoa, não só pelo bom ambiente, que felizmente os meus colegas me proporcionam, mas também pelas restrições de viver na mais pequena ilha dos Açores, onde a vida é pautada por condições climatéricas bastante rígidas, e as frutas, o leite e as carnes nem sempre estão disponíveis nas bancas do supermercado.
Esta oportunidade torna-se assim única, para apreciar a simplicidade das coisas e dar maior importância, ao que realmente é relevante.
É por tudo isto, que programas como o Estagiar L são um importante contributo, não só para a integração de jovens licenciados, no mercado de trabalho, mas principalmente pela oportunidade de crescimento profissional e pessoal.

3 comentários:

  1. Não conhecia esse programa de estágio! Vou me informar :) Gostei do post!!

    ResponderEliminar
  2. Muito bem Pipa! Muitos parabéns pra vc! Seu trabalho é muito bem reconhecido!!!

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar