quarta-feira, 25 de julho de 2012

Plantas endémicas

Bom dia!
No passado fim de semana nós (as voluntárias) tivemos a grande oportunidade de viajar à Ilha do Pico e ao pico mais alto de Portugal. O Pico está localizado no Grupo Central do arquipélago com uma altitude máxima de 2351m. Nós fomos capazes de subir até ao topo sob diversas condições atmosféricas: nevoeiro, chuva e, ao chegarmos à cratera e ao Piquinho, um pouco sorte e de Sol.




Nós tivemos a oportunidade de comparar a vegetação entre as diferentes ilhas e ficamos surpreendidas pela abundância e a diversidade de plantas endémicas que existem no Pico. A existência de muitas urzes, de azevinhos, de cedros-do-mato e de uvas-da-serra... o que é o oposto ao que estamos habituados a ver no Corvo. Aqui a vegetação endémica está reduzida a pequenas manchas (muitas das quais inacessíveis) e no Pico elas fazem parte da paisagem. Tivemos ainda a oportunidade de conhecer novas plantas, tais como a Calluna vulgaris e a Daboecia azorica, que esta úlitma não está presente no Corvo.
Todas juntas fazem uma mistura de vegetação que, outrora, existiria em todas as ilhas dos Açores.



Sem comentários:

Publicar um comentário