quarta-feira, 17 de março de 2010

Navegando entre tempestades...

Olá camaradas,


Só faltam 3 dias para a entrada da Primavera e o tempo no Corvo continua a deixar muitas tempestades.


Na reserva biológica do projecto foi instalada uma vedação eléctrica à volta dos ninhos artificiais, quadrados de vegetação e armadilhas pit-fall para insectos. Desta forma temos impedido a interacção e

possível destruição do trabalho feito pelo gado e, mesmo com dias de vento e chuva forte, todas as experiências iniciadas nesta área continuam intactas.



Este fim-de-semana começou-se a construção dos ninhos de cagarro. Enquanto os ninhos de painho, frulho e

estapagado foram criados com vasos, tubos e tampas de plástico, os ninhos de cagarro vão ser construídos com blocos e tampas de cimento. Cada ninho terá um orifício na tampa que servirá apenas para a sua monitorização. Com estas estruturas de cimento queremos garantir o aumento dos seus locais de nidificação durante um maior período de tempo.



Entretanto, continuamos com algumas horas de trabalho nocturno por causa da utilização de gateiras para a captura de gatos selvagens. Numa das armadilhas conseguimos uma recaptura na noite passada. Aproveitámos o facto deste gato já ter chip e de ter sido esterilizado há mais de três semanas e portanto, sem feridas recentes, para libertá-lo na área fechada. Até agora só tínhamos testado a área com sucesso para murganhos, pelo que a partir de amanhã poderemos saber mais sobre a resistência desta área vedada à saída de gatos.






Por último, aproveitamos para lhes apresentar a nossa nova colaboradora. Chama-se Eva e é natural da Alemanha. A Eva ficará connosco até o próximo mês de Maio para realizar o levantamento da vegetação das falésias do Corvo através de fotografias que serão tiradas desde o mar. Desejos de muitos dias de mar calmo e bom porto para teu trabalho Eva!


Felicidade para todos!



3 comentários:

  1. e já fugiram??? quais as novidades???

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Finalmente e com alguma dificuldade o gato conseguiu fugir da zona fechada. De qualquer forma este teste serviu para reparar em pormenores da rede que têm que ser melhorados. Seguiremos tentando!

    Beijos

    ResponderEliminar